Desde que li O Guia do Mochileiro das Galáxias pela primeira vez, em meados de 2017, não consigo esquecer como essa obra me fez sentir. Se você passa aqui com frequência já deve ter percebido que o trabalho de Douglas Adams mudou minha vida um pouquinho.