Como não ser uma chata

Algumas palavras como aprender a ter mais sensibilidade e ouvir melhor a si mesma

2018 foi um ano em que vi algumas pessoas se afastarem. Algumas, presumo – mas posso estar errada –, porque não foram convidadas para o meu casamento. Outras por causa das eleições e, sobre tantas outras, jamais saberei o motivo.

Na realidade, jamais saberei o motivo de qualquer uma dessas pessoas antes de perguntar, para cada uma delas, o que foi que aconteceu.

Quando me dou conta de que o afastamento é real, sofro. Minha personalidade foi programada para ser sempre “a querida”, “a pessoas que todos querem por perto”. O afastamento é um atestado de “não, eu não te quero por perto”.

Hoje foi um daqueles dias em que me corroí de angústia por tentar entender porque as pessoas se afastam de mim, aparentemente sem motivo. E foi de olho no “sem motivo” que, finalmente, me dei conta do primeiro passo para me tornar uma pessoa mais agradável:

Pare de pensar que é tudo sobre você, que as pessoas se afastam de você porque elas tem motivos contra você. Você não é o centro da vida das pessoas. Elas são o centro de sua própria vida.

Nunca levei uma chicotada real para sentir sua dor, mas a chicotada metafórica não é muito agradável para uma pessoa que adora, de vez em sempre, ser o centro das atenções.

Como não posso mudar as pessoas, decidi mudar minha participação na vida delas, que é a única coisa da qual tenho controle. Para isso, segue a listinha de coisas a fazer a partir de agora, já que o passado, ou seja, as coisas que fiz até então, eu não consigo mudar.

Lista de afazeres para não ser uma chata

  1. Fale somente o necessário;
  2. Fale apenas o que te for perguntado;
  3. Se for algo polêmico e que te cause desequilíbrio emocional, não converse sobre o tema quando estiver à flor da pele;
  4. Não fale mal das pessoas;
  5. Resista, pois é muito difícil não falar mal das pessoas;
  6. Só faça críticas negativas em termos profissionais;
  7. E, mesmo assim, faça com gentileza;
  8. Não critique ou sugestione as atitudes de alguém se você não tem condições ou coragem de fazer melhor;
  9. Elogie quando achar que isso salvará o dia de alguém;
  10. Nunca seja irônica de um jeito maldoso. Deixe isso para a sua ficção;
  11. Se você estiver com raiva de alguém, por qualquer motivo, não converse com a pessoa;
  12. Não pense na pessoa;
  13. Nem pense em conversas imaginárias que você poderia ter com essa pessoa;
  14. Seja positiva, nunca fale de doenças;
  15. A menos que você não tenha forças para trabalhar, passear ou fazer uma atividade, não conte das suas dores físicas para os outros. Ninguém quer saber e todos te chamarão de hipocondríaca;
  16. Não utilize as redes sociais para se gabar. Para essa finalidade, use esse caderno;
  17. Nas conversas pessoais, não dê voltas no assunto para contextualizar fatos que só importam a você;
  18. Indique bons livros;
  19. Cite livros quando for explicar pontos de vista;
  20. Mas não seja presunçosa. Você não quer parecer – uma vez que, provavelmente, não é – a pessoa mais inteligente da roda;
  21. Desafie-se a ficar um dia sem reclamar publicamente;
  22. “Não crie expectativas em relação ao outro. Muitas vezes, ele não corresponde com aquilo que desejas porque não tem condições de te oferecer” (dica da Joanna);
  23. “Apague todos esses itens e seja você mesmo/a” (dica do Victor);
  24. Repita isso todos os dias.

A lista continua em construção. Alguma sugestão para me dar?

11 Comentários
  1. avatar image
    Larissa Veloso at 25 de fevereiro de 2019 Responder

    Adorei a lista. Principalmente o item 13, já que eu tenho esse hábito também. Mas a pergunta é: como faz pra parar?

    1. avatar image
      Lais Menini at 16 de março de 2019 Responder

      Laris, eu acho que esse é um dos mais difíceis! Hahahaha

  2. avatar image
    Dani at 15 de março de 2019 Responder

    O 13 é inevitável gente! Tem como nao!

  3. avatar image
    Joanna Darc Lima Ventura Rosa at 15 de março de 2019 Responder

    22. Não crie expectativas em relação ao outro. Muitas vezes, ele não corresponde com aquilo que desejas porque não tem condições de te oferecer.

    Tenho tentado trabalhar com essa na minha cabeça há alguns anos. Sempre que me decepcionou com alguém uso essa frase como um mantra para diluir esse sentimento.

    Obs: Laís, estou adorando seu blog! Curtindo muito!

    1. avatar image
      Lais Menini at 16 de março de 2019 Responder

      Joanna, coloquei seu item na lista! É realmente um mantra muito bom e vou tentar segui-lo. 😉

      Obrigada por ler o blog! <3
      Um beijo!

  4. avatar image
    Victor Ferraz at 16 de março de 2019 Responder

    Eu tenho uma ótima sugestão, apague todos esses itens e coloque somente assim:
    “seja você mesm(a)”

    1. avatar image
      Lais Menini at 16 de março de 2019 Responder

      incluído na lista, ao fim dela, para que toda ela seja apagada, tipo o filme do X-Men que volta no passado e tudo o que a gente viu antes dele não existiu. ;p

  5. avatar image
    Eliane at 17 de março de 2019 Responder

    É muito difícil não ser chata, posso pular alguns itens da sua lista?

Deixe um comentário

Assine a newsletter!

Deixe seu e-mail e você receberá o Literama em sua caixa de entrada!