Quando li Os crimes ABC, aos 25 anos, me considerava uma escritora frustrada, que nunca escreveu nenhum livro simplesmente por achar que todo mundo já roubou minhas boas ideias de histórias – e as escreveu até mesmo antes de eu nascer. A coisa mudou um pouco de figura quando, finalmente, entendi que tudo o que …