10 biografias para ler antes de morrer

Esse é um post sobre biografias que você tem que ler antes de morrer mesmo porque ler depois de morrer vai ser um pouco difícil… ;p

Eu adoro biografias. Quando comecei a ler esse gênero, na adolescência, achava que tudo o que estava nos livros era verdade. Com o tempo, descobri que também a biografia é um livro de ficção, já que é impossível contar toda a verdade sobre tudo.

Principalmente se o/a biografado/a ainda está vivo.

Mas, de qualquer forma, acredito também que as biografias são homenagens. Muitas personalidades têm biografia por conta de sua trajetória, conquista, a diferença que fizeram no mundo.

Outras tantas vão ver, em páginas, o retrato de sua dor, seus crimes, todas as coisas que deram errado. E, ainda assim, é uma homenagem. Nesse caso, não à pessoa, mas a história; para que ela não se repita enquanto soubermos identificar os sinais de que alguém terrível vem por aí.

As biografias que eu indico

Essa lista poderia ser infinita, já que metade das minhas leituras anuais é composta por biografias. Por isso, não foi fácil sair com a lista a seguir… 

Meu critério para a seleção das obras foi as biografias com as quais mais me diverti e/ou me emocionei. Calhamaços que passaram em um instante, tão leve e interessante foi a leitura.

Mesmo que você não conheça os biografados, se tiver curiosidade por boas biografias, leia pelo menos uma das sugestões a seguir. Qualquer uma delas vai te deixar feliz por ter encontrado o livro ainda nessa vida. 🙂

#1 Einstein: sua vida, seu universo

Essa foi a primeira biografia que li do meu, hoje, biógrafo preferido: Walter Isaacson. Com uma pesquisa primorosa, o autor conta detalhes importantes da vida do físico alemão, considerado um gênio.

A obra desmistifica algumas “frases de internet” sobre Einstein e nos enche de pulgas pelas orelhas. Exemplo 1: talvez ele não tenha dado o pontapé inicial para a Teoria da Relatividade. Exemplo 2: certamente não foi um bom marido. 

A obra é sobre a vida do cara; então, mesmo quem não saca absolutamente NADA de física vai gostar da leitura.

Compre essa biografia aqui.

#2 Cindy Lauper: Minha história

Essa é a autobiografia da mulher que fugiu de casa aos 17 anos e, depois disso, foi só ladeira acima: compôs hinos para diversas gerações do seu tempo, como True Colors e Girls Just Wanna Have Fun. Justamente por conta disso, tornou suas músicas atemporais.

A edição, feita pela Belas Letras, está impecável. 

Compre essa biografia aqui.

#3 A espetacular e incrível vida de Douglas Adams

Quando li O Guia do mochileiro das galáxias, foi amor à primeira vista. Tempos depois, me deu vontade de saber mais sobre seu criador, Douglas Adams. Me deparei com uma bíblia de sua vida, escrita por Jem Roberts, e a escolha adicionou mais um temperinho à minha existência.

Vi que tenho mais em comum com um de meus ídolos do que eu pensava. Depois da leitura, corri pra tatuar “42” no braço. 

Compre essa biografia aqui.

#4 Quase tudo: Danuza Leão

“Roubei” essa biografia da biblioteca dos meus pais ainda na adolescência. Foi como viajar para um universo artístico, inspirador e empoderado, mesmo em tempos onde essas palavras eram sinônimo de perigo.

O texto de Danuza, que só vim a conhecer pelo livro, é leve e cativante. A gente nem vê a hora passar. E, no fim, acaba aprendendo mais do que esperava através de acontecimentos cotidianos travestidos de lições de vida.

Compre essa biografia aqui.

#4 Eric Clapton: a autobiografia

Eu não vou dar spoiler sobre Tears in Heaven, e nem sobre a eterna rivalidade amorosa entre Eric Clapton e George Harrison, e nem sobre como apesar disso eles eram muito amigos. Deixa o homem te contar disso tudo.

E da morte trágica do filho. E dos problemas relacionados ao abuso de álcool e drogas. E de onde ele tirou criatividade para escrever tantos clássicos que, ainda hoj, arrebatam gerações.

Compre essa biografia aqui.

biografias para ler antes de morrer

#5 Santa Evita

Ainda não sei definir se essa é uma biografia com toques de romance ou se é um romance biográfico. De qualquer forma, vale a leitura. Tomás Eloy Martínez começa a narrativa a partir da morte de Eva Perón, líder política argentina. Seu corpo, embalsamado, precisou ganhar “versões” para que o verdadeiro cadáver não fosse vilipendiado.

Misturando detalhes da vida de Evita com um quê de romance policial, esse é o livro que deixou embasbacado Gabriel García Marquez. 

Compre essa biografia aqui.

#6 Mamonas Assassinas: blá blá blá, a biografia autorizada

Mamonas Assassinas é, indubitavelmente, o caso de sucesso mais avassalador da música brasileira. 

Em oito meses, os meninos de Guarulhos apareceram, encantaram todo o país, venderam milhões de cópias de um álbum debochado (apesar da altíssima qualidade técnica) e apareceram nos principais programas de televisão de 1995. 

Estavam a caminho de conquistar o mundo quando foram interrompidos por um trágico desastre de avião, que abalou homens, mulheres e crianças, e tornou a carreira meteórica inesquecível.

Essa biografia curtinha, de Eduardo Bueno, é uma forma de matar a saudade desses lindos. 

Compre essa biografia aqui.

#7 O Mago: a incrível vida de Paulo Coelho

Se você foi adolescente no início dos anos 2000, certamente precisou ler O Alquimista para construir seu referencial teórico adolescente. ;p 

Provavelmente esse foi seu primeiro contato com Paulo Coelho, que também escreveu Diário de um mago.

Fernando Morais nos conta, em um texto espetacular, a trajetória de quem é, hoje, o mais famoso escritor brasileiro vivo, passando pela infância, pela amizade com o ícone Raul Seixas e pelas sempre tão polêmicas ligações entre Paulo e a bruxaria.

Compre essa biografia aqui.

#8 Rita Lee: uma autobiografia

A maior roqueira da história desse país dispensa apresentações, mas isso não significa nada. Nessa autobiografia, ela se apresenta de forma honesta e bruta aos fãs, não-fãs, críticos e carcereiros. 

Com fotos e trechos inacreditáveis, estamos diante de um relato completo da vida de uma mulher que soube, e ainda sabe, transformar cada momento em rebeldia artística.

Compre essa biografia aqui.

#9 Steve Jobs

Entre o gênio visionário e o mito do Vale do Silício se posta um ser humano com muitas falhas, inclusive de caráter. Um homem que está presente nos dispositivos mais requisitados ao redor do mundo, mas que não participou da vida da filha. Um menino adotado que se transformou em milionário e, quando pode, visitou o pai biológico, sem ele saber.

Mais uma vez, Walter Isaacson entra em ação para trazer relatos de Steve Jobs e de seus familiares, amigos, inimigos e concorrentes, que começaram a ser escritos quando o homem ainda estava vivo. Ele não conseguiu ver a história da sua vida pronta, mas creio eu que teria gostado do resultado final.  

Compre essa biografia aqui.

#10 The Beatles – a biografia

Você sabe quem raios é Jude? Acha que a Mother Mary de Let it Be tem cunho religioso? Tem suas dúvidas sobre a primeira formação dos Beatles? Não acredita, e nem desacredita, da teoria que o verdadeiro Paul McCartney está morto há anos?

O texto de Bob Spitz não poupa esforços para elucidar todas essas perguntas, e tantas mais. Em um livro de lombada larga nós podemos acompanhar os meninos de Liverpool, desde os primeiros passos até o fim da banda. 

Que, na real, nunca vai acabar. 

Compre essa biografia aqui.

E aí, você já leu alguma dessas biografias? Deixe seu complemento sobre a/s obra/s nos comentários!

Ah, e não se esqueça de me dar dicas de biografia, também. Adoro esse gênero e conhecer novas histórias nunca é demais. 

Deixe um comentário

Assine a newsletter!

Deixe seu e-mail e você receberá o Literama em sua caixa de entrada!