Artigos da categoria:Não-ficção

Outros jeitos de ler Rupi Kaur

Por Patrícia Cozer

Li o livro de Rupi Kaur em 40 minutos, antes de dormir. Sério. Não porque seja curto ou eu estivesse com pressa de acabar. “Outros jeitos de usar a boca” é um livro minimalista, mas envolvente o suficiente para que você não queira parar, assim, de repente. Ou pelo menos foi essa a impressão que …

Entre surtos, terapia e um certo livro

Por Patrícia Cozer

Em setembro de 2017 pedi demissão de um emprego certinho e estável para arriscar a vida como escritora freelancer e caí num abismo, com direito a muito chororô, terapia alternativa e questionamentos que iam desde “o que eu tô fazendo com a minha vida” ao “acho que agora vai dar certo”. A terapeuta da vez …

Série After: Trish, o ‘não dito’ e a história construída por atos

Por Cinthia Demaria, jornalista e psicanalista

Todo mundo quer entender um pouco mais sobre a progenitora de Hardin, e com razão. Onde há uma história complexa, sempre há outra ainda mais, principalmente quando ela envolve questões parentais e familiares. A escolhas de Trish fadaram o filho e todo o contexto que a envolveu, a consequências que ela nunca soube dizer e …

After no divã especial After Movie – Precisamos nos preparar para isso!

Por Cinthia Demaria, jornalista e psicanalista

Decidi dar uma pausa na análise dos personagens esta semana para discutirmos o evento que muita gente aguarda: o lançamento do filme After. Após a agitada turnê de Anna Todd e dos dois protagonistas ao redor do mundo, é hora de olhar para dentro: estamos prestes a nos deparar com uma versão distinta da que …

Dica de leitura: Extraordinárias

“Sofri e chorei”: é isso o que está escrito na lápide de Chiquinha Gonzaga, musicista brasileira. Ressoa a vida de milhares de mulheres ao redor do país e do mundo, famosas ou não. Mas está longe de ser o resumo dessas vidas, o resumo do que somos na condição de mulheres. Se sofremos e choramos …

Dica de leitura: Conquistando o Inimigo

Sou uma mulher branca. Tenho cabelos cacheados que, durante a infância, ganharam a pecha de “pixaim”. Cabelo ruim. “Loira do cabelo Bombril”. Naquela época essas manifestações não tinham um “nome científico”, mas agora tem não só isso como, também, uma causa e efeito: é bullying de gente racista e idiota (com o perdão da redundância) …

Dica de leitura para parar de procrastinar

Por Patrícia Cozer

Comecei a perceber que a procrastinação era um problema grave na minha vida quando passei a adiar não só as tarefas domésticas (coisa que detesto), mas toda e qualquer tarefa. Inclusive as profissionais. Montada nas piores ideias do mundo, do tipo “é claro que vou dar conta”, “vai dar tempo sim” e “não preciso resolver …

Assine a newsletter!

Deixe seu e-mail e você receberá o Literama em sua caixa de entrada!